breve tempus

momentos na cultura antiga

domingo, maio 06, 2007

Horácio e Régio

Recta vida, Licínio, crê, não há-de
ser sempre navegar no alto mar,
nem, temendo de mais a tempestade,
só perto dos rochedos navegar…

Quem ‘scolhe a regra de ouro mediana
é que evita afinal, com segurança,
tanto o horror da sórdida choupana
como o palácio cuja luz nos cansa.

O pinheiro mais alto é que mais vezes
p’la fúria do vento é açoutado;
tombam as torres em razão do peso;
dos montes só o cimo é fulminado.

Sabe que o peito forte, na fortuna,
é que teme a desgraça; mas, na treva,
não deixa de ter esp’rança… Tudo muda:
o Inverno Jove o traz; depois o leva…

O bem pode nascer do mal de agora.
às vezes, quando menos se imagina,
Apolo com a lira a Musa acorda;
e nem sempre seu arco ele utiliza.

É ante o infortúnio que valente
e mais firme te deves ir mostrando.
Segura bem as velas, se és prudente,
quando o vento demais as for inchando…

Horácio, Odes II.10
trad. de David Mourão-Ferreira



Plenitude incomportável abraça-me
com esse calor inconfundível da memória

que recordar com mais ardor?

o sentir da luz pela primeira vez
ou
aquele último olhar para as cores da vida

ou ainda
viver na mansidão da serena tarde de Verão
ou
gemer com o alto pinheiro a chuva e a ira da tempestade
esse humano sentir…

morar na árida placidez
ou
segurar a vida pelos dentes?

João Régio
1936

Etiquetas: , ,

1 Comments:

At 10:44 da tarde, maio 07, 2007, Blogger Diogo disse...

mas para quem não navega em alto mar:

O terrível cativeiro de quinze militares britânicos sob o regime de Ahmadinejad

Jon Stewart, do Daily Show, dá-nos, com extraordinário humor, uma imagem pungente do drama vivido pelos quinze militares britânicos enquanto reféns de Ahmadinejad, por alegadamente terem violado águas territoriais iranianas.

Stewart: estou certo que foram submetidos a todo o tipo de horrores. Foram obrigados a usar fatos de treino desirmanados. Tiveram de se entreter com jogos de sala e comer petiscos que se serviam nas festas nos anos oitenta. E foram obrigados a rir com naturalidade...

Vídeo - 2:20m

 

Enviar um comentário

<< Home