breve tempus

momentos na cultura antiga

sexta-feira, janeiro 05, 2007

Etimologia para descontrair IV - O Mergulho do Sol

Em Sesimbra, o último de 2006, seguido de uma grande festa entre amigos.

Pôr do Sol.
Em grego antigo: dusmê aelíou

Dusmê deriva do verbo duô, que significa «despir, ir, mergulhar». É com este último significado que surge algumas vezes em grego antigo a expressão “mergulho do sol”.

Não soa nada mal pois não?
Mas parece-me que a expressão só soará bem aos ouvidos dos sortudos que já viram um dusmê aelíou no mar. E olhem que não são tantos como isso, pois é preciso reunir algumas condições específicas, como ter o mar derramado a ocidente…

Etiquetas:

9 Comments:

At 1:01 da tarde, janeiro 05, 2007, Anonymous Alcebíades José disse...

Pois é estimado Manel, também eu partilhei contigo tão precioso momento.
Lembro-me bem dos vossos, dos nossos sorrisos nos exacto segundo em que o sol se despediu de nós pela última vez em 2006.

Até 2007

 
At 1:03 da tarde, janeiro 05, 2007, Anonymous Alcebíades José disse...

Orbigado também ao sempre atencioso Comandante Piloto.
www.omundodealcebiades.blog.com

 
At 4:14 da tarde, janeiro 05, 2007, Blogger Manuel disse...

Grande abraço para o amigo Alcebíades.

 
At 11:28 da tarde, janeiro 05, 2007, Blogger Susana Alves disse...

Pois é, eu gostava mesmo era de o ver nascer no mar... queremos sempre aquilo que não temos.lol.
Mas já tive a possibilidade de o ver nascer sobre a Serra da Arrábida (mais no Inverno) e sobre o Castelo de Palmela (mais na Primavera e no Outono). Acho que é um bom começo. Com a Lua também já aconteceram as mesmas coisas :)

 
At 5:18 da tarde, janeiro 07, 2007, Blogger Manuel disse...

No Algarve, em determinados sítios pouco conhecidos (que obviamente não posso revelar aqui), dá para ver o nascer do Sol no mar...

8)

 
At 11:27 da tarde, janeiro 09, 2007, Blogger Miguel G Reis disse...

Grande Sortudo!
Sesimbra é lindo, vou lá sempre que posso. E estive lá já no novo ano, para um magnifico repasto de bom peixe sesimbrense.

Abraço
Miguel

 
At 9:26 da manhã, janeiro 13, 2007, Blogger Ricardo disse...

Em harmonia com todos os comentários: aelíou não leva 'h'?

 
At 10:43 da manhã, janeiro 13, 2007, Blogger Manuel disse...

Ricardo,

A tua questão é realmente muito pertinente. E neste momento não te sei responder com toda a certeza, pelo seguinte: aelíou não é uma transcrição do grego clássico para o português, essa seria hélio, já consagrado pelo tradição.

Mas este aelíou foi recolhido de uma expressão que vinha no dicionário em Dórico, e com psilose, daí a forma estranha.
Quando tiver acesso ao dicionário outra vez indico-te a passagem.

 
At 5:16 da tarde, janeiro 14, 2007, Blogger Xantipa disse...

Só para fazer inveja: já vi o pôr do sol em Sounio...
Lindo!
Igual aos postais! (Eh! Eh!)

 

Enviar um comentário

<< Home