breve tempus

momentos na cultura antiga

sábado, dezembro 30, 2006

Pervivência III - anti-sublime

Sublime no Houaiss eletrônico ver. 1.00 de 2001:
lat. sublimis,e 'que vai elevando-se, que se mantém no ar; elevado, alto, sublime; ilustre, nobre, afamado, distinto, glorioso, célebre; altivo, soberbo, presunçoso';

Provando que os clássicos não são apenas fonte do sublime, deixo-vos vários Édipos:

Édipo 1

Édipo 2

Édipo 3

Édipo 4

Édipo 5

Qual será o pior? Não me consigo decidir...

Etiquetas:

6 Comments:

At 10:34 da tarde, dezembro 30, 2006, Blogger Miguel G Reis disse...

Ena pá, tanto Édipo!

Não posso votar, que a minha ligação à net aqui em Lisboa é muito lenta para videos, mas tentarei dar uma vista de olhos. Se não conseguir, fica agendado o meu voto para depois do dia 8, altura em que retorno à terra das saias.

Ficam os meus desejos de um bom ano para ti, com alegria e felicidade!

Feliz Ano Novo!

Um Grande Abraço do
Miguel

 
At 6:56 da tarde, janeiro 02, 2007, Blogger Rui Miguel Ferreira disse...

Olá!

Descobri - obra do acaso - este blog, e tenho vindo e voltado..
Conquistaram mais um leitor.

Abraço
Rui

 
At 7:53 da tarde, janeiro 05, 2007, Blogger Manuel disse...

Um abraço para ti também Rui.
Volta sempre que quiseres...

 
At 7:53 da tarde, janeiro 05, 2007, Blogger Manuel disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
At 11:22 da tarde, janeiro 09, 2007, Blogger Miguel G Reis disse...

Ola Manuel

Bom, que loja de horrores que aqui está. Realmente, de sublime estes vídeos têm muito pouco (mesmo nada, nem o texto do Édipo valha-nos Deus).
Mas o prémio vai para os dois primeiros. Sem técnica, ingénuos demais, com um argumento giríssimo (kill the father and fuck the mother é, de facto, lindo, not!).
Louvo-te a imensa paciência Manuel!

Um Abraço
Miguel

 
At 5:13 da tarde, janeiro 14, 2007, Blogger Xantipa disse...

Caríssimo Manuel,
Só hoje voltei ao teu blogue e por isso só hoje comento este post.
Pois eu vi os 3 primeiros e gostei...
lol
Eu explico: ver jovens a ler Édipo mesmo para os adaptar de uma forma para nós considerada grosseira, é excelente!
Hoje lêem-no assim, amanhã lê-lo-ão com outros olhos.
Sou a favor de todas estas adaptações.
O Édipo 3 foi o de que mais gostei, mas acaba mesmo no princípio da história... No entanto, pareceu-me que poderia sair coisa gira!
Beijinhos!

 

Enviar um comentário

<< Home