breve tempus

momentos na cultura antiga

sexta-feira, dezembro 15, 2006

O rapsodo e a Ilíada

Tive ontem um prazer dos grandes… A conselho de um amigo, fui ver uma narração da Ilíada no teatro D. Maria II. Fiquei surpreendido pela perfeita união entre texto e narração que o artista consegue. A narração é em italiano, e por vezes difícil de seguir, nomeadamente quando o artista acelera o passo, relatando mortes em catadupa. Mas há momentos sublimes, em que o milenar texto da Ilíada cumpre a função para a qual foi criado – ser declamado por um rapsodo. Se nunca leram o livro, se não viram o filme, vão ver Gianluigi Tosto, porque a sua actuação é muito mais a Ilíada dos antigos que qualquer Ilíada em papel ou em filme.

Texto do Teatro D. Maria II:

Numa época em que o Ocidente se debate com uma quebra generalizada de regras de conduta moral e social, com uma sociedade descaracterizada do ponto de vista cultural, Gianluigi Tosto, num inovador movimento de aparente regresso ao passado, propõe uma releitura de A Ilíada, de A Odisseia e de A Eneida, convocando o espectador para um momento narrativo em que, mais do que as acções, o centro será a voz do narrador e o “cenário”, mais do que um cenário convencional, será criado pelo próprio espectador a partir das sugestões que as palavras ditas pelo narrador lhe fizerem.

Apesar da extensão destas três obras, a verdade é que a sua métrica sempre convidou a uma leitura em voz alta das mesmas para que, a par dos acontecimentos narrados, o leitor/ouvinte se pudesse maravilhar e encantar com a musicalidade das palavras. Além disso, o conhecimento prévio das “histórias” presentes em cada uma das épicas, como outrora acontecia com as lendas em causa em cada texto, permite uma total liberdade do “espectador/ouvinte” para a fruição da palavra dita.

2 Comments:

At 1:32 da tarde, dezembro 27, 2006, Blogger Susana Alves disse...

Não foi um espectáculo muito divulgado como foi, por exemplo, a representação da Medeia, mas gostei de ler a tua apreciação. Por acaso até fiquei com vontade de ir ver...

 
At 10:39 da manhã, dezembro 28, 2006, Blogger Manuel disse...

Realmente não foi muito divulgado...
Com certeza ias gostar Susana.

 

Enviar um comentário

<< Home